background

Notícias Contábeis

Fique por dentro das novidades da área contábil.

06/04/2021 Saque emergencial do FGTS deve ser retomado em 2021

Com o agravamento da pandemia neste início de ano, o governo federal decidiu adotar novamente medidas econômicas utilizadas em 2020 para ajudar a minimizar os impactos da Covid-19 para os brasileiros. 

Por isso, além da retomada do auxílio emergencial, o governo também estuda retomar o saque emergencial do FGTS. No ano passado, foram mais de 60 milhões de trabalhadores beneficiados com o saque de um salário mínimo de contas ativas e inativas.

Ainda não há uma decisão definitiva da retomada, mas especialistas acreditam que haverá sim um novo saque e nos mesmos modelos do ano passado. A CNN entrou em contato com a Caixa que afirmou que “ainda não tem informações sobre o novo saque emergencial”. 

Regras do saque emergencial do FGTS no ano passado

Em 2020, o saque emergencial foi permitido para todos os brasileiros que tinham saldo em contas no FGTS.  

Na ocasião, as retiradas seguiram um calendário de pagamentos, de acordo com o mês de aniversário do beneficiário. O primeiro lote foi liberado em 29 de junho para nascidos em janeiro. Já os aniversariantes de dezembro receberam a partir de 21 de setembro. 

Para acessar o valor liberado, os trabalhadores tiveram que baixar e se cadastrar no app Caixa Tem. No aplicativo, podiam movimentar o saldo depositado na Poupança Social Digital. 

Os saques ficaram disponíveis até o dia 31 de dezembro, quando a medida deixou de vigorar. Os valores não movimentados voltaram para as contas do FGTS de origem.

Saque emergencial x saque aniversário

O saque aniversário é uma modalidade que permite que os trabalhadores recebam anualmente — antes da demissão — parte do saldo disponível em contas ativas . 

O valor de saque depende do saldo disponível. Quanto maior a quantia, menor o percentual. Logo, quem tem até R$ 500 disponíveis na conta pode sacar 50%, enquanto quem tem acima de R$ 20 mil só pode retirar 5%. Segundo a Caixa, mais de 9,7 milhões de pessoas optaram por este serviço no ano passado.

Neste ano, o banco já divulgou o calendário dos pagamentos, iniciado pelos nascidos em janeiro, que receberam a partir de 04/01. O valor correspondente é liberado no primeiro dia do mês de aniversário. 

Para escolher esta modalidade, o trabalhador precisa fazer a opção no aplicativo ou no site do FGTS ou ainda em uma agência da Caixa.

Segundo a instituição, na hora de realizar a operação, o beneficiário deve indicar uma conta, de qualquer banco, para receber o depósito do valor.

Quem deseja voltar à regra anterior, do saque na rescisão contratual, basta fazer a operação inversa.

VOLTAR